sábado, 30 de junho de 2012

O toque e a sombra.



Não posso enxergar,
mal posso pensar.
Vagando pelas poças,
torcendo pelos ares.

Não posso sentir,
mal posso prever.
Voltando pelo coração
olhando para o chão.

Não consigo chegar,
mal minha angústia pode se curar.
As aranhas tecem as sombras,
eu teço o mar.

Meus dedos se encostam,
minha alma foge.
Flores caem do céu,
chuvas brotam do chão.

Onde estou afinal? 


Nicole Elis.

Um comentário:

  1. "As aranhas tecem as sombras, eu teço o mar"
    Gostei demais;)

    Abraços

    ResponderExcluir